Abaixar pressão alta é importantíssimo para evitar problemas como AVC e infarto. O problema, que é potencialmente grave e merece atenção, pode ser acarretado por fatores genéticos, alterações de glândulas endócrinas e renais, além de hábitos ruins para a saúde.

A hipertensão costuma ser uma doença assintomática, o que eleva a necessidade de acompanhamento constante. Todavia, o que fazer quando os níveis arteriais se elevam é uma das principais dúvidas.

Por que a pressão aumenta?

Ao fazer a medida da pressão arterial, geralmente são achados dois números, “12 por 8”, por exemplo. O 12 indica a pressão que o sangue faz sobre os vasos sanguíneos no momento em que o coração se contrai e expulsa o sangue, já o 8 diz respeito à mesma pressão em um segundo momento, em que o coração está “relaxado” após a contração. Na verdade, o 12/8 é uma maneira mais simples de dizer 120/80 milímetros de mercúrio, uma tradicional medida de pressão.

Essa intensidade do sangue sobre as paredes dos vasos deve estar regulada para poder alcançar todos os locais do corpo. Os níveis reduzidos podem fazer com que alguns órgãos e tecidos não sejam irrigados. Já sua alta pode causar sérios problemas no sistema cardiovascular e nervoso.

Mas o que faz com que a pressão se eleve? Além de fatores hereditários e alterações endócrinas e renais, costumes nada saudáveis contribuem para este problema. A nicotina presente no cigarro, por exemplo, aumenta o ritmo cardíaco e provoca a contração dos vasos, estreitando o canal em que o sangue passa e, consequentemente, aumentando a pressão.

O sedentarismo também é um dos agravantes – pois endurece as artérias, o que dificulta o fluxo da corrente sanguínea -, assim como o sobrepeso e a obesidade – que exigem mais esforço do coração.

Como abaixar a pressão alta urgente?

De acordo com Hélio Castello, cardiologista intervencionista e diretor do grupo Angiocardio, não há maneiras caseiras para abaixar a pressão instantaneamente, visto que o ideal é controlá-la constantemente.

Rogério Marra, cardiologista do Hospital Samaritano de São Paulo, concorda e explica que o nível descontrolado merece atenção especialmente quando há um ou mais sinais preocupantes que podem indicar agravantes, como infarto e AVC. São eles: dor no peito, sudorese, dificuldade de movimentos, alterações visuais e confusão mental. Nestes casos, o mais indicado é buscar ajuda médica rapidamente.

Outro ponto lembrado pelos especialistas é a necessidade de se consultar periodicamente a fim de identificar e controlar a doença nas fases iniciais, o que geralmente é feito por remédios e recomendações passadas pelo médico.

Como diminuir a pressão alta com medidas simples

Apesar de não ter cura, a hipertensão pode ser regulada principalmente pela mudança no estilo de vida. Confira hábitos para fazer a pressão baixar:

  • Controle o excesso de peso
  • Adote uma alimentação mais saudável
  • Vá ao médico e faça check-ups periódicos
  • Tome medicamentos corretamente
  • Não abuse de sal
  • Não fume
  • Não use drogas
  • Evite o uso de pílulas anticoncepcionais
  • Pratique atividades físicas
  • Controle o estresse
  • Cuide da diabetes

Alimentos para diminuir a pressão

A alimentação é um dos pontos imprescindíveis para regular a pressão. Visitar um nutricionista para descobrir o menu mais adequado para você é o mais indicado. Todavia, alguns alimentos podem ajudar se forem incorporados junto a hábitos saudáveis e prescrições médicas.

A banana diminui a pressão alta pois é rica em potássio, que ajuda a melhorar a elasticidade dos vasos. Além dela, a semente de abóbora e a água de coco também possuem essa ação benéfica.

Segundo a nutricionista funcional e esportiva Giovana Canno, alguns chás podem abaixar a pressão. Ervas como melissa, camomila e hibisco são algumas que têm ação calmante e diurética no organismo. Elas liberam neurotransmissores que reduzem o estresse e desidratam, o que diminui o volume sanguíneo e, consequentemente, abaixa a força arterial.

A soja orgânica ou no tofu possui uma substância chamada isoflavona, que também contribui para regular a pressão. Outra opção é o azeite de oliva, que contém ômega-3, que auxilia na saúde do coração.

Remédio caseiro

A hipertensão sempre deve ser tratada com acompanhamento médico. Todavia, algumas fórmulas prometem amenizar os níveis arteriais em longo prazo. A nutricionista Giovana Canno indica algumas:

Suco de beterraba

Entre outros benefícios do suco de beterraba, ele possui nitratos que ajudam a regular o volume de sangue. Para prepará-lo, basta bater de duas a três beterrabas com alguma fruta cítrica, como limão ou laranja, e um litro de água.

Chá de hibisco

Receitas com chá de hibisco são diuréticas e ajudam a controlar a pressão. Há diversas versões de preparo, mas a clássica leva duas colheres de sopa de flor de hibisco e um litro de água quente. Basta deixar a infusão agir por três minutos e tomar durante o dia.

 

Fonte: Vix Saúde

Share This